O COMBATE AO PRECONCEITO: RELATO DE UMA ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR NAS SÉRIES INICIAIS

Nívea Maria Perdomo de Moura

Resumo


Este trabalho relata uma atividade do Projeto ¿O Negro e a Sociedade¿ desenvolvido por alunos do 3º ano de uma escola da rede pública do estado do Rio Grande do Sul. Nesta proposta o objetivo foi reconhecer a importância do negro na formação da sociedade brasileira e resgatar os valores da cultura africana. A motivação inicial foi a reportagem envolvendo a atriz Thaís Araujo vítima de preconceito nas redes sociais trazida por um dos alunos para ser discutido na sala de aula. Essa atividade originou produções de textos, artigos de opinião, produção de vídeo com depoimentos de apoio à atriz e opinião sobre racismo e preconceito, posteriormente divulgados nas redes sociais. Logo depois, houve a releitura da obra Os Cabelos de Lelê, de Valéria Belém, que originou a produção de autorretrato, onde se percebeu a resistência em se reconhecer negro por alguns alunos. Ainda em Linguagem foi apresentada a vida de Nelson Mandela que originou a produção de autobiografia de cada criança. Na área de Ciências Humanas, o foco do trabalho foi em relação à data 20 de novembro como comemorativa ao Dia da Consciência Negra, que faz uma homenagem ao Zumbi dos Palmares, com o objetivo de refletir sobre o povo africano e a sua participação na cultura brasileira. Nesta etapa inseriu-se a localização do continente africano, a rota dos navios negreiros e algumas lendas africanas. Na área das Ciências da Natureza, proporcionou-se uma saída de campo, para conhecer a história do café, planta de origem africana. Nesta visita os alunos utilizaram os cinco sentidos para reconhecer a semente nas diversas fases até transformar-se em café. Esta saída oportunizou que a abordagem do Sistema Monetário Brasileiro fosse feita em situações reais de aprendizagem utilizando a resolução de problemas para resolver cálculos aritméticos, ampliar as noções de estimativa no pagamento das despesas realizadas. Através das práticas interdisciplinares percebe-se que é possível transformar a sala de aula tradicional em laboratórios de aprendizagem com significância para os alunos, onde o debate acerca de temas como preconceito e discriminação racial possam ser debatidos a fim de transformar a realidade que vivemos.

Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.