CARTOGRAFANDO EXPERIÊNCIAS NO ENSINO DE HISTÓRIA: A MÍDIA CINEMÁTICA COMO FONTE EDUCATIVA EM SALA DE AULA

Luiz Paulo da Silva Soares

Resumo


O presente trabalho de pesquisa tem como problemática compreender Que concepções sobre mídias cinemáticas e seu papel no ensino são percebidas nos trabalhos realizados pelos professores no ensino de história na cidade do Rio Grande? Os sujeitos da pesquisa são professores de História da rede básica de ensino da cidade de Rio Grande/RS. Para realizar o desenvolvimento do mesmo foi utilizado na primeira fase como um dos instrumentos de coleta de dados questionários semi-estruturados, já na segunda fase pretende-se trabalhar com grupo focal, para debater sobre o uso das mídias cinemáticas no ensino de História. Nesse sentido, as mídias cinemáticas como artefato cultural aplicado a educação, de acordo com Carmo (2003, s/p.) ¿pode fazer o aluno se interessar pelo conhecimento, pela pesquisa, pelo modo mais vivo e interessante que o ensino tradicional, apoiado em aulas expositivas e seminários¿. Desta forma, o cinema como mobilizador de aprendizagens, propicia a criação de um espaço de construção de novos conhecimentos favorecendo a reflexão, a curiosidade e a criticidade dos estudantes. Envolver-se com as mídias cinemáticas, implica considerar os olhares distintos segundo o público que vê, uma vez que, cada ator social possui uma perspectiva de apreciação da película. A leitura desses materiais fílmicos denota desconstruí-lo de forma crítica reorganizando-os, e, por conseguinte, atribuindo-lhes significados. Desta maneira, requer rigor e atenção sobre o assunto que será abarcado nessas mídias o que denota estudo e conhecimento por parte de quem conduz.

Texto completo: Trabalho completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.