A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS PRÁTICAS EM CONTEXTOS EMERGENTES: UMA APROXIMAÇÃO INICIALA GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS PRÁTICAS EM CONTEXTOS EMERGENTES: UMA APROXIMAÇÃO INICIAL

Julian Silveira

Resumo


atividades docentes junto a instituições escolarizantes, igualmente, surge a necessidade de capacitar as instituições de ensino, possibilitando que a mesma interaja com as atuais necessidades dos alunos (principalmente com a nova configuração social, da globalização e do advento das novas tecnologias), constituindo assim outros modos de ser e estar no mundo. Na perspectiva da educação pública, essas questões surgem de forma pungente, pois existem programas/projetos que constituem-se como políticas públicas voltadas para este nicho, assegurando assim a inserção e permanência dos diferentes sujeitos nos processos escolarizantes formais. Dessa forma, estes mecanismos tornam-se premissas para inclusão, possibilitando o (re)pensar a educação pública como importante instrumento de transformação social. Aqui já encontramos um grande desafio: como gerir esses espaços tendo como objetivo atender as classes culturalmente diversas ali presentes? O projeto de pesquisa aqui apresentado visa compreender a forma com que a presença dessas classes culturalmente diversas, influencia as práticas de gestão educacional desenvolvidas no interior das instituições públicas de ensino. A metodologia adotada no desenvolvimento desse estudo é do tipo quanti-qualitativa, com uma abordagem descritiva, utilizando como ferramenta na produção dos dados diferentes instrumentos, como a pesquisa bibliográfica, questionários aplicados e entrevistas semiestruturadas. O escopo do estudo (a priori) concentra-se na figura das equipes diretivas das instituições de ensino. A pesquisa encontra-se em uma fase inicial de aproximação tanto com o campo quanto com os sujeitos da pesquisa e, nesse sentido, nos colocamos junto ao estudo de forma exploratória, buscando identificar, neste momento, os limites e as possibilidades deste projeto. De qualquer forma, a pesquisa documental e bibliográfica acaba nos dando alguns indícios interessantes sobre a forma como os processos de gestão educacional se apresentam frente a esta nova demanda, da mesma forma que as escolhas das políticas (programas e/ou projetos) educacionais que a gestão adota, estão imbricadas na sua percepção dessa configuração social a partir da presença das classes culturalmente diversas.


Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.