DESEMPENHO ESCOLAR NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL: UMA QUESTÃO DE AGÊNCIA DAS MULHERES E DE CAPITAL CULTURAL

Cristiana Mueller cmueller@unisc.br

Resumo


Este artigo explora dois fatores relacionados ao desempenho dos municípios gaúchos no que tange aos seus níveis de educação básica que são comumente pouco estudados. São eles: a distribuição espacial das mulheres em idade economicamente ativa e dos adultos analfabetos. Por meio do embasamento teórico nos conceitos de Agency (Amartya Sen) e de Capital Cultural (Pierre Bourdieu) são analisados indicadores dos fatores estudados, visando identificar associações destes com indicadores de educação no âmbito municipal. Para tanto emprega-se metodologia quantitativa, sobretudo estatística descritiva e correlações bivariadas. Os resultados corroboram as assertivas teóricas aqui consideradas, evidenciando que a maior presença de mulheres na faixa etária em questão vem acompanhada de melhor desempenho escolar das crianças e, de modo contrário, a maior presença de adultos analfabetos representa piores indicadores de educação básica.


Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.