PRÁTICAS GESTORAS E BEM-ESTAR DOCENTE UMA RELAÇÃO POSSÍVEL

Juliana Cristina da Silva

Resumo


O presente artigo integra uma pesquisa maior acerca da gestão escolar e bem-estar docente. Esta etapa trata das práticas da EMEF Tancredo Neves e tem por objetivo refletir sobre a influência da gestão escolar na promoção do bem-estar do grupo de docentes. Dois dos autores desta pesquisa atuam na equipe gestora e corpo docente desta instituição. De natureza qualitativa, a metodologia é composta por análise documental, revisão de literatura e diário de campo. Os participantes da pesquisa são os docentes que compõem o quadro de recursos humanos da escola em questão. Os resultados da pesquisa apontam que os gestores escolares têm condições de influenciar o bem-estar docente através de ações que contemplem integralmente o professor, ou seja, enquanto profissional e pessoa. O estreitamento dos vínculos afetivos entre gestor e docente em uma perspectiva fraterna, unido a uma postura de escuta e diálogo configuram-se por atitudes promotoras de bem-estar docente. Constata-se também que apenas a instrumentalização da profissão não garante uma condição de bem-estar. Ela vem aliada ao sentimento de acolhimento e de pertencimento ao local no qual o docente desenvolve suas atividades.


Texto completo: Trabalho completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.