ANCESTRALIDADE: RESGATE DA CULTURA IDENTITÁRIA AFRICANA NAS PRÁTICAS ESCOLARES

Adriana Gomes

Resumo


Mo Juba Aiyê, apresento os respeitos do mundo. Esse estudo foi realizado com o intuito de resgatar a prática das questões relacionadas ao desenvolvimento da Lei 10639/03 nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental do ambiente escolar no qual estou inserida. A ancestralidade passou a permear o espaço escolar. Dessa forma, buscou-se a realização de atividades práticas e integradas em forma de oficinas, com o propósito de recuperar a cultura identitária africana de acordo com as políticas educacionais vigentes que são diretrizes para o desenvolvimento da identidade e do resgate do estudo e respeito das diversidades nas escolas. Com a finalidade de ampliar os conhecimentos e organizar conceitos relacionados a ancestralidade africana no cotidiano da escola foram introduzidos contos, histórias, conversas de roda, brincadeiras, culinária, sons musicais e religiosidade ampliando as práticas escolares em relação às questões étnicos raciais. Tendo em vista que ao longo da carreira docente há uma formação deficitária em relação as indagações que envolvem as relações étnicos raciais no que diz respeito a formação docente principalmente nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental esse estudo visou resgatar essa falha formativa e trazer mais da identidade africana no contexto escolar. O trabalho desenvolvido em sala de aula trouxe à tona a diversidade e a cultura afro-brasileira de maneira lúdica e prazerosa o que deu início à busca de uma formação continuada que respeitasse a matriz africana e suas possibilidades dentro do ambiente escolar. Historicamente há um processo que precisa ser ultrapassado e o Plano Nacional de Educação traz em suas metas a possibilidade do uso de estratégias para que o desenvolvimento das demandas relacionadas ao continente africano seja realmente constituído nas salas de aula e que o trabalho docente tenha acesso à formação permanente para tal questão pretendendo a qualidade e a valorização da educação.


Texto completo: Trabalho completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.