PRÁXIS INTEGRAL E EDUCAÇÃO INTEGRAL

Fernando Degrandis

Resumo


O Projeto Educativo do Brasil Marista apresenta como uma das propostas centrais a educação integral, uma forma de compreender todos os sujeitos que fazem parte da comunidade. Neste trabalho, será apresentada a sistematização da experiência, e suas respectivas fundamentações, da práxis do Colégio Marista Assunção   Porto Alegre para concretizar este currículo nos Anos Finais e no Ensino Médio. Como metodologia utilizamos relatos de experiências, revisão bibliográfica e documental. A formação docente, a principal força deste currículo, está pensada em diferentes eixos: técnica/acadêmica; pedagógico-metodológica; pedagógico-procedimental e pedagógico-pastoral. Para materializar esta formação, o Colégio investe em três frentes: estudos e orientações; articulação e planejamento entre os pares e acompanhamento personalizado. Esta separação é didática para ficar expressa a integralidade, tanto da compreensão dos processos como de sua implementação. Não existe educação integral sem uma atuação integral de todos os educadores. Na medida em que há uma atuação segmentada teremos que pensar em um estudante que tem hora e lugar específicos para viver determinadas dimensões de sua vida. Como somos sujeitos complexos e inteiros em todos os momentos, precisamos interagir nesta mesma complexidade. Para tal, a formação docente e os processos pedagógicos precisam ser pensados nesta perspectiva. No Colégio Marista Assunção, este modelo de gestão dos processos tem alavancado resultados internos e externos melhores em diferentes áreas.


Texto completo: TRABALHO COMPLETO

Apontamentos

  • Não há apontamentos.