CONCEPÇÕES PRÉVIAS DE FÍSICA MODERNA DE ALUNOS INGRESSANTES NO ENSINO SUPERIOR EM FARMÁCIA

Andriele Pauli

Resumo


Este trabalho buscou apresentar o resultado de uma pesquisa referente aos conhecimentos adquiridos de Física Moderna e as dificuldades de aprendizagem de física por alunos ingressantes no primeiro semestre de Farmácia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). A pesquisa foi realizada na disciplina de Biofísica, utilizando-se de um questionário semiestruturado como instrumento de coleta de dados, fazendo um levantamento e análise das respostas quanto ao nível de conhecimento desses alunos com relação aos conceitos de radioatividade e reações nucleares, sendo conteúdos previstos no currículo de Física do Ensino Médio. Também, realizamos uma análise das principais dificuldades que esses alunos declararam quanto à aprendizagem de Física Geral. Para tanto, foi aplicado o questionário a 50 alunos que atribuíram uma nota de 0 a 10 de acordo com seus conhecimentos e domínio de conteúdo de Física Moderna estudados durante o Ensino Médio. Observou-se que esses alunos apresentam uma defasagem na competência de domínio de conteúdos relacionados a radiação e reações nucleares, revelando que até 60% da turma não apresentam qualquer conhecimento prévio sobre as reações, processos radioativos, teoria de radiações ionizantes e produção de elementos nucleares. Entendemos que essa disparidade entre a aquisição de competências em conteúdos de Física Moderna em relação a outros conceitos de Física Clássica no Ensino Médio pode ser um agente limitante de aprendizado em disciplinas em nível superior, mesmo em semestre iniciais de cursos universitários em áreas da saúde.


Texto completo: Trabalho completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.