O ENSINO DA GEOMETRIA NAS SÉRIES INICIAIS: RELATO DE UMA ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR A PARTIR DA LENDA DAS BONECAS ABAYOMIS

Nívea Maria Perdomo de Moura

Resumo


 

Este trabalho relata uma atividade realizada durante o Projeto O Negro e a Sociedade desenvolvido com alunos do 3º ano da rede pública do Estado do Rio Grande do Sul. Durante a realização do projeto, foram trabalhadas histórias e lendas do Continente Africano, com o objetivo de valorizar a cultura africana e reconhecer a sua importância na formação do povo brasileiro. Entre as lendas, destaca-se a lenda das Bonecas Abayomis, cujo nome significa encontro feliz e retrata como eram construídos os bonecos feitos com nós em pedaços de tecidos retirados das roupas das escravas durante a viagem, nos navios negreiros, a fim de acalentar e amenizar o sofrimento das crianças. Em um primeiro momento foi feito um resgate da importância do brincar na infância e dos brinquedos preferidos de cada criança. Com o Tangran, diferentes personagens da cultura africana eram reproduzidos, utilizando-se das figuras planas e formas geométricas específicas deste quebra-cabeça chinês. A partir da curiosidade apresentada pelas crianças e o alto nível de motivação, a atividade estendeu-se e foram construídos outros brinquedos com argila e papel em forma de dobraduras, saindo das figuras planas para as figuras espaciais. Nas dobraduras com papel os retângulos foram divididos e a cada nova divisão comparava-se o inteiro e a parte de um inteiro, possibilitando a introdução do estudo de frações de forma lúdica e divertida. A próxima atividade foi a construção das bonecas Abayomis, com retalhos de tecidos, onde cada aluno confeccionou o seu molde no caderno, utilizando-se das medidas adotadas por todos e introduzindo o uso de materiais de apoio como régua e compasso. Durante a atividade foi possível abordar diversos conteúdos programados para o 3º ano, na área da matemática, como: estimativa, dobro, triplo, metade, quarta parte, divisão, medidas de comprimento, formas geométricas planas e espaciais. A Modelagem Matemática utilizada como metodologia de ensino da matemática permitiu que temas como preconceito e racismo fossem debatidos com frequência na sala de aula. Notou-se também que as descobertas de que é possível reconstruir, e que o erro nem sempre é negativo e pode ser utilizado para reformular a estratégia para a resolução de um problema, favoreceu a aprendizagem da matemática com significância e prazer pelos alunos.


Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.