PROFESSOR EM FORMAÇÃO: UM ESTUDO LONGITUDINAL DO TRABALHO DOCENTE

Louise Cervo Spencer

Resumo


Este trabalho é uma das ações do projeto Representações do Agir Docente, vinculado à Linha de Pesquisa Linguagem e Interação do PPGL/UFSM. O objetivo geral desta pesquisa é analisar as representações do trabalho docente que estão presentes nos diferentes textos que configuram o discurso dos alunos de Licenciatura em Letras. O objetivo específico é perceber a (des)construção das representações pertinentes ao trabalho docente apresentadas pelo sujeito (professor em formação) em seus discursos durante todo o seu período de graduação. A concepção de linguagem que sustenta este estudo e orienta os procedimentos metodológicos é baseada na perspectiva interacionista. Em consonância com essa concepção de linguagem, tem sua sustentação teórica nos pressupostos teórico-metodológicos do Interacionismo Sociodiscursivo (ISD), de Bronckart e Bronckart e Machado. A escolha por essa teoria se deve à importância dada por ela ao estudo do papel da prática da linguagem (agir discursivo) em situações de trabalho, nesse caso especificamente, do trabalho docente. Assim, a proposta do ISD é analisar (compreender) as relações entre linguagem e trabalho (docente). Para pensar essas relações, este trabalho trouxe como primeira ação a realização de entrevistas, ainda no ano de 2011, com alunos ingressantes, neste mesmo ano, no Curso de Letras de uma Universidade. Foram realizadas, até então, quatro entrevistas: no 1º semestre, no 3º semestre, no 5º semestre e no último semestre do Curso. A partir das entrevistas, realizamos uma categorização dos discursos e destacamos um sujeito para uma análise longitudinal, tendo em vista todo seu percurso acadêmico, através de questionamentos como os processos de decisão e de reflexão sobre a prática docente.

Texto completo: Trabalho completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.