Concepções de deficiências em profissionais de uma universidade do interior paulista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i0.11309

Palavras-chave:

Pessoas com deficiência, concepção, organização.

Resumo

RESUMO A participação de pessoas com deficiências em diferentes instâncias profissionais tem sido uma realidade cada dia mais frequente em função das políticas públicas que têm orientado essa prática. O estudo aqui retratado procurou identificar as concepções de deficiência em duas diferentes categorias de atuação profissional de uma universidade pública do Estado de São Paulo, a saber: docentes e técnicos administrativos. Parte-se da ideia de que as concepções sobre determinados fenômenos são norteadoras para as condutas sobre o mesmo, no caso, no trato em relação às pessoas com deficiências. Aplicou-se a escala de Concepções de Deficiência (ECD), como instrumento de coleta de dados, com os dois conjuntos de participantes. Os dados foram expostos as análises descritivas e inferenciais. Os resultados indicaram que tanto docentes como técnico-administrativos tendem a concordarem com as afirmações que coadunam com concepções que procuram interpretar a deficiência num viés mais social e cultural. Tais achados são importantes para que profissionais da Psicologia, em particular para aqueles que se encontram na área organizacional e do trabalho pensarem em formas de atuação para que as organizações possam de fato se constituírem como um espaço acolhedor às diferenças, com vistas ao desenvolvimento de diferentes grupos sociais.

Biografia do Autor

Lucia Pereira Leite, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Pós doutora em psicologia, e docente de graduação e pós graduação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Bauru.

Taize de Oliveira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Graduanda em Psicologia, pesquisa sobre deficiência e inclusão.

Hugo Ferrari Cardoso, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Pós doutor em psicologia, e docente de graduação e pós graduação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Bauru.

Downloads

Publicado

2019-12-20

Edição

Seção

Artigos