Dificuldades no atendimento acerca da violência contra a mulher, em Gurupi-TO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i0.12938

Palavras-chave:

violência contra a mulher, atendimento, equipes

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados das entrevistas semi-estruturadas às equipes da Vara e Delegacia Especializadas no atendimento à mulher vítima de violência em Gurupi, com o objetivo de buscar suas percepções acerca das dificuldades encontradas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada com 15 operadores das duas instituições. As respostas foram analisadas a partir da leitura flutuante e da análise de conteúdo, de Bardin. Seus achados concordam com outras pesquisas na mesma perspectiva, demonstrando que as dificuldades percebidas estão mais relacionadas ao atendimento e acolhimento à vítima do que na realização dos procedimentos legais, necessários e previstos pela LMP. Desta forma os resultados corroboram para a solicitação da implementação da rede de atendimento à mulher, no município, que ainda se apresenta pouco desenvolvida nesta localidade

Biografia do Autor

Laslei Aparecida Teles Petrilli, Universidade Do Tocantins

Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas mestranda UFT

Helga Midori Iwamoto, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Administração pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Professora Adjunta III na UFT (Fundação Universidade Federal do Tocantins). Professora do Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas da UFT e do Mestrado/Doutorado em Desenvolvimento Regional. Coordenadora do Mestrado Profissional em Administração Pública na UFT (PROFIAP)..

Downloads

Publicado

2019-12-20

Edição

Seção

Artigos