NINHO CHEIO: UMA NOVA ETAPA DO CICLO VITAL FAMILIAR?

Autores

  • Ana Caroline Sari Vieira
  • Paula Grazziotin Silveira Rava

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i0.1437

Palavras-chave:

Adulto Jovem, ciclo vital familiar, ninho cheio

Resumo

O objetivo desse artigo é indicar aspectos que configuram o processo de permanência do filho adulto jovem no lar parental, especificamente no que diz respeito à relação com sua família de origem. Esse estudo foi desenvolvido a partir da revisão de alguns autores a luz da abordagem ecológico-sistêmica. A questão da saída do adulto jovem da casa dos pais, momento crucial no desenvolvimento individual e familiar, vem sofrendo alterações pois observamos que atualmente está ocorrendo, em larga escala o fenômeno inverso, ou seja, a permanência do adulto jovem por mais tempo na casa dos pais. Observamos, hoje, uma variação na fase do ninho vazio, em que os pais costumavam ficar sozinhos no lar, para o “ninho cheio”, em que a família permanece toda residindo conjuntamente.

Downloads

Publicado

2011-02-20

Edição

Seção

Artigos