O PORTADOR DE ESCLEROSE MÚLTIPLA E SUAS FORMAS DE ENFRENTAMENTO FRENTE A DOENÇA

Autores

  • Ana Paula Bertotti
  • Maria Celina Ribeiro Lenzi
  • João Rodrigo Maciel Portes

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i34.1539

Palavras-chave:

Doenças Crônicas, Esclerose Múltipla, Enfrentamento

Resumo

A Esclerose Múltipla é uma doença do sistema nervoso central considerada como uma doença desmielinizante, pois causa danos na mielina que reveste as fibras nervosas destinadas aos impulsos ao cérebro, ao nervo óptico e à medula espinhal. Muitos são os sentimentos que os portadores desta doença possuem, desde o início do recebimento do diagnóstico até o momento de assumir possuir Esclerose Múltipla. Sendo assim, buscar-se-á conhecer as formas de enfrentamento utilizadas por pacientes com Esclerose Múltipla em relação a esta doença. De forma mais específica será verificado qual o conhecimento que estes portadores têm sobre Esclerose Múltipla; quais as possíveis limitações e adaptações e os sentimentos gerados após o diagnóstico. Trata-se de uma pesquisa de cunho exploratório qualitativo que contou com cinco participantes e teve como instrumento a entrevista semi-estruturada. Os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo proposto por Moraes (1999). Os resultados apontaram que os sujeitos entrevistados buscam realizar o seu enfrentamento por meio de informações e de adaptação necessária de acordo com cada individualidade. A raiva, o medo e o conformismo são os sentimentos mais encontrados.

Downloads

Publicado

2011-07-20

Edição

Seção

Artigos