A PERCEPÇÃO DE PROFESSORAS ACERCA DA AGRESSIVIDADE EM PRÉ-ESCOLARES

Autores

  • Lauren Beltrão Gomes
  • Maria Aparecida Crepaldi
  • Mauro Luís Vieira
  • Marc Bigras

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i37.2355

Palavras-chave:

Agressividade. Pré-escolares. Desenvolvimento.

Resumo

Os anos pré-escolares constituem um período crucial, durante o qual as crianças aprendem estratégias de substituição à agressão. Este estudo tem como objetivo caracterizar o comportamento agressivo de crianças de quatro a seis anos de idade. Vinte e seis educadoras de 50 crianças entre quatro e seis anos de idade responderam o Inventário do Comportamento Infantil (TRF) e a Escala de Comportamento Social do Pré-escolar (PSBS-T). As crianças foram selecionadas a partir de treze instituições de educação infantil de Santa Catarina. O tratamento dos dados envolveu análise descritiva e relacional por meio do programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS) e do software Assessment Data Manager (ADM). As crianças foram caracterizadas como pouco agressivas e apresentaram alto escore de comportamento pró-social. Quanto mais comportamentos agressivos a criança apresenta, maior é a sua dificuldade em se relacionar com seus pares. Os resultados sugerem o processo de substituição da agressão física por formas mais elaboradas de resolver conflitos como a agressão indireta.

Downloads

Publicado

2013-01-22

Edição

Seção

Artigos