ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EM PSICOLOGIA: QUANDO ESTUDAR DROGAS NÃO É NENHUM BIXO-DE-SETE-CABEÇAS

Autores

  • Adriane Roso
  • Moisés Romanini
  • Fernanda Santos Macedo
  • Mirela Frantz Cardinal
  • Alex Monaiar

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i36.2929

Palavras-chave:

Psicologia Social. Extensão. Cinema. Saúde. Drogas

Resumo

O presente estudo visa articular os três pilares da formação acadêmica (Ensino, Pesquisa e Extensão), a partir da temática das drogas, visto que essa é pouco abordada nos cursos de Psicologia, porém de fundamental importância para os profissionais psi. Para tanto, discorreremos sobre o Projeto de Extensão “Psicologia Social, Cinema e Saúde: Círculo de Estudos e Análise Crítica Compartilhada de filmes/documentários”. Pretendemos, nesse momento, apresentar a parte do projeto relativa à atividade “Olhares sobre Álcool/Drogas”, apresentando seus objetivos, sua importância no campo acadêmico e o método de ensino, mas, principalmente, enfatizando a atividade fílmica realizada no mesmo. As produções cinematográficas elencadas para a presente análise foram o documentário “Cortina de Fumaça” e o filme “O Bicho de Sete Cabeças”. Com abordagens diferentes, os dois filmes criticam a lógica proibicionista e buscam trazer reflexões sobre o uso/usuário de drogas.

Downloads

Publicado

2012-07-18

Edição

Seção

Artigos