O PRINCÍPIO DE NÃO-CONTRADIÇÃO É REVISÁVEL?

Autores

  • Rogério Passos Severo

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i26.33

Palavras-chave:

Princípio de não-contradição. Revisabilidade universal. Holismo.

Resumo

Podem existir esquemas conceituais alternativos, que são tão radicalmente distintos do nosso a ponto de não conterem nada que se pareça com o Princípio de Não-Contradição. Essa possibilidade é sugerida pelo holismo de Quine. O autor defende essa possibilidade contra três objeções, argumentando que ela é empiricamente plausível, à medida que é inteligível.

Downloads

Publicado

2007-09-15

Edição

Seção

Artigos