O SOFRIMENTO NO TRABALHO DO CANTOR DA NOITE

Lílian de Moura Borges Cintra, Luc Vandenberghe

Resumo


RESUMO
O objetivo desta pesquisa foi verificar como o cantor da noite vivencia o seu ambiente de trabalho, por meio de perguntas sobre a relação entre seus cuidados com a voz e o contexto em que trabalha. Foram realizadas trinta entrevistas semi estruturadas com quinze cantores e quinze cantoras que atuam em Goiânia, com idade entre 21 e 49 anos. De uma análise norteada pelos princípios da Grounded Theory, emergiram quatro categorias: (1) fatores de risco, incluindo a indisciplina com a voz e a submissão às condições do mercado; (2) ambiente estressante, incluindo aspectos do contexto amplo da profissão e características da situação do show; (3) estratégias de coping produtivas e contra produtivas informadas pela cultura e tradição; (4) fatores de proteção, destacando as relações de amizade entre colegas. Observando os resultados do estudo, constatou-se a necessidade de promover mudanças na cultura profissional e de aperfeiçoar as estratégias de enfrentamento por acompanhamento profissional.

Palavras-chave


Palavras-chave: Ambiente de trabalho, Estresse, Cantor da noite.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/barbaroi.v0i40.4253