Processo de inclusão do adulto com Síndrome de Asperger no ensino superior

Autores

  • Angélica Costa Unisinos - Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Angela Helena Marin Unisinos - Universidade do Vale do Rio dos Sinos

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i49.6355

Palavras-chave:

Inclusão. Síndrome de Asperger. Relação família-universidade.

Resumo

O presente artigo tem como temática a inclusão de alunos adultos com Síndrome de Asperger (SA) no ensino superior. Como objetivo, buscou compreender o processo de inclusão de adultos com SA em uma instituição de ensino superior (IES) a partir da perspectiva do aluno e sua família, bem como dos professores, assistente social e psicóloga da IES. Caracterizou-se o contexto familiar e socioeconômico desses universitários e a relação deles e de sua família com os profissionais da IES. Realizou-se um estudo de caráter exploratório e transversal, com delineamento de estudos de casos múltiplos. Participaram dois adultos com SA, do sexo masculino, com idade entre 18 e 20 anos, matriculados em uma IES privada, localizada na região metropolitana de Porto Alegre-RS, bem como seus pais, professores, assistente social e psicóloga da IES. Como instrumento de coleta de dados utilizaram-se entrevistas semiestruturadas. A análise de conteúdo qualitativa, a partir do método de proposições teóricas, revelou que a perspectiva de conclusão do ensino superior, assim como as relações fraternas tem significados diferentes para as famílias. Também se constatou a necessidade de qualificação dos professores referente à inclusão e que a relação entre a família e a IES existe, porém precisa ser incentivada. Acredita-se que este estudo possibilitou um melhor entendimento sobre a inclusão do adulto com SA através do olhar dos envolvidos neste processo.

Biografia do Autor

Angélica Costa, Unisinos - Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Possui graduação em Serviço Social pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos (2011) e especialização em terapia de casal e Família pela mesma Universidade (2015). Atualmente é assistente social na Unisinos.

Angela Helena Marin, Unisinos - Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Possui graduação em psicologia pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), licenciatura em psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007), especialização em psicologia clínica pelo Instituto da Família de Porto Alegre (2008), mestrado (2004) e doutorado (2009) em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é psicóloga clínica e professora do programa de pós-graduação em psicologia da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em psicologia clínica e do desenvolvimento humano, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento social na infância e adolescência, família e processos de prevenção e promoção da saúde.

Downloads

Publicado

2017-12-12

Edição

Seção

Artigos