Origens do fórum mineiro de saúde mental: um estudo sobre as condições de emergência de um movimento social antimanicomial

Autores

  • Ronaldo Alves Duarte Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i46.6587

Palavras-chave:

movimento antimanicomial. reforma psiquiátrica. movimentos sociais.

Resumo

Este artigo objetiva identificar e sistematizar as condições de emergência do Fórum Mineiro de Saúde Mental, considerando aspectos políticos, sociais e econômicos ocorridos entre os anos de 1987 e 1994, e identificando seus efeitos, influências e reverberações sobre a formação do FMSM. Para tanto, a investigação conjugou informações oriundas de fontes orais, escritas e documentais acerca do painel de eventos sociais, políticos, econômicos e culturais da conjuntura mineira em que surgiu o Fórum Mineiro de Saúde Mental. Tudo isso refletido em uma perspectiva de análise conjuntural. Constatou-se que o FMSM não se manteve isolado nem imune aos efeitos da conjuntura política, social, econômica e cultural do período aqui enfocado. Assim, forjado em um processo complexo de aceitação e de resistências, o Fórum Mineiro de Saúde Mental se materializou em Minas Gerais, pretendendo tornar as aspirações antimanicomiais uma realidade no Estado. Palavras-chave: movimento antimanicomial. reforma psiquiátrica. movimentos sociais.

Biografia do Autor

Ronaldo Alves Duarte, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutorando em Política Social pela Universidade Federal Fluminense. Mestre em Política Social pela Universidade Federal Fluminense (2014). Mestre em Educação, Cultura e Organizações Sociais pela FUNEDI-UEMG (2008). Especialista em Saúde Mental: Família e Comunidade pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2004) e Bacharel em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2002). Atualmente é efetivo no Serviço de Referência em Saúde Mental - SERSAM - Divinópolis. É professor com experiência de mais de oito anos no magistério na área de Serviço Social, com ênfase em Políticas Sociais, Movimentos Sociais, Políticas Públicas relacionadas à saúde, saúde mental e família.

Downloads

Publicado

2016-03-09

Edição

Seção

Artigos