O fenômeno da estigmatização dos imigrantes haitianos em Lajeado no Rio Grande do Sul

Autores

  • Fernando Diehl UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i47.9569

Palavras-chave:

Estigmatização, Imigração Haitiana, Interação Social.

Resumo

O presente artigo é produto de uma pesquisa cujo cerne principal buscou compreender o fenômeno da estigmatização que imigrantes haitianos residentes no município de Lajeado, na região do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, recebem por parte de moradores locais estabelecidos. A pesquisa pretendia compreender em que medida os haitianos são estigmatizados por alguns moradores estabelecidos em Lajeado e quais são as formas de estigma que surgem neste processo. Tal pesquisa utilizou-se para a coleta de dados, instrumentos qualitativos entre eles a observação participante, entrevistas semiestruturadas individuais e também em grupo com moradores locais estabelecidos de todos os estratos sociais, assim como informações vinculadas pela mídia local através de matérias de jornais e programas de rádio.

Biografia do Autor

Fernando Diehl, UFRGS

Doutorando em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Email: fernandodiehl89@gmail.com

Downloads

Publicado

2016-05-10