Avaliação de diferentes métodos de secagem da biomassa de microalga Chlorella vulgaris

Franccesca Fornasier, Maiara Priscila de Souza, Lisianne Brittes Benitez, Michele Hoeltz, Rosana de Cassia de Souza Schneider

Resumo


Microalgas apresentam alta variedade biológica e podem ser aplicados em vários setores. A separação destes microrganismos é um desafio, uma vez que apresentam baixas densidades e são encontradas em suspensão no meio de cultura. Para otimizar o processo de secagem da biomassa das microalgas, o objetivo deste trabalho foi otimizar o uso do spray dryer em relação a secagem por estufa e por liofilização, bem como reconhecer o rendimento de biomassa, o teor lipídico, a composição dos ácidos graxos e a composição elementar (CHNS) para cada método testado. A secagem de biomassa de Chlorella vulgaris por spray dryer provou ser uma técnica alternativa mais rápida e eficiente para ser empregada em escala laboratorial.

Palavras-chave


Microalga. Biomassa. Secagem. Lipídios. CG-EM.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v8i1.12121



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA ACADEMICA, DIREÇÃO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341