Estudo da hidrólise enzimática de biomassa de microalga empregando uma sequência de enzimas

Jennifer Julich, Eliana Betina Werlang, Maria Viviane Gomes Muller, Gabriela de Amorim da Silva, Fabio de Farias Neves, Rosana de Cassia de Souza Schneider

Resumo


O emprego de microalgas para desenvolvimento de produtos está em pleno desenvolvimento considerando a composição de diversas espécies e a adaptação das mesmas ao meio de cultivo. Neste trabalho realizou-se o estudo da hidrólise enzimática da biomassa da microalga considerando a potencialidade de produção a partir de cepas de Chlorella sp., Scenedesmus sp., e Spirulina (Arthrospira platensis) empregando uma sequência de enzimas composta de duas amilases e dois complexos de celulases. Para tanto, foi realizado inicialmente a caracterização das espécies, seguindo-se o estudo com a Spirulina, que apresentou 40,02 % de carboidratos e mais que a metade do teor em amido (24,95 %) se mostrando promissor o seu uso para a otimização da hidrólise enzimática. Os melhores resultados de conversão foram encontrados com 12 FPU da enzima CTec2 enquanto que foi com 6,9 FPU da enzima HTec2, alcançando próximo a 100 % de rendimento. Desta forma pode-se concluir que a hidrólise empregando uma sequência de enzimas, alfa-amilase, glucoamilase e celulases mostrou-se eficiente para a microalga Spirulina, mostrando a viabilidade de aplicação da biomassa para o desenvolvimento de outros produtos, tornando a produção de matéria prima para etanol mais renovável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v9i2.13519



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341