O FENÔMENO BULLYING: DIFERENÇAS ENTRE MENINOS E MENINAS

Fernanda Silva, Denise Dascanio, Tânia Gracy Martins do Valle

Resumo


O fenômeno bullying caracteriza-se por agressões sempre em desigualdade de poder e envolve atos violentos. Este estudo teve por objetivo identificar os tipos de bullying (físico, verbal, psicológico, material, virtual ou sexual) mais prevalente na população estudada e comparar o bullying entre adolescentes do sexo masculino e feminino. Utilizou-se para a coleta de dados, um questionário, elaborado pela pesquisadora. Participaram 309 alunos, 142 do sexo masculino e 167 do sexo feminino, do 6º ao 8º ano de duas escolas, uma estadual e outra municipal. Os resultados apontaram 27% dos participantes envolveram-se em episódios de bullying e que o tipo de bullying mais prevalente foi o verbal, sendo apontado por 92% das meninas e 84% dos meninos; seguido do psicológico, assinalado por 70% das meninas e 53% dos meninos. O bullying físico, contou com 46% de relatos femininos e 44% masculinos, o material foi mencionado por 27% das meninas e 16% dos meninos. No bullying tipo sexual houve maior diferença entre os sexos, sofrido por 38% das meninas e por 16% dos meninos. Somente 13% das meninas e 12% dos meninos, mencionaram sofrer o bullying virtual. Corroborando com pesquisas da área, no presente estudo a maior porcentagem de vítimas foi do sexo feminino e divergindo da literatura as meninas relataram ser agredidas verbalmente mais por meninos do que por meninas.

Palavras-chave


Bullying Escolar; Violência entre Pares; Diferença entre Sexos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rea.v24i1.7014



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo