Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • Para os arquivos de texto, usar editor de texto do tipo Microsoft Word para Windows. As figuras deverão estar nos formatos jpg ou tif, com pelo menos 300 dpi de resolução, legíveis nas cores preto, branco ou escala de cinza.
  • Todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: <ahref="http://www.ibict.br">http://www.ibict.br</a>) estão ativos e prontos para clicar.
  • O manuscrito deve ser digitado com fonte 12 (Times New Roman), em espaço simples, papel tamanho A4, com margens de 2,5 cm, sem numerar linhas ou parágrafos; as legendas das figuras e as tabelas devem vir inseridas no texto. Figuras devem ser incluídas em arquivos individuais. Os manuscritos que não estiverem de acordo com as instruções a seguir em relação ao estilo e formato serão devolvidos sem revisão pelo Conselho Editorial.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
  • Juntamente com a submissão, indicar nomes de no mínimo dois possíveis revisores (e seus contatos como e-mail e telefone) que tenham afinidade ao tema tratado no artigo. Esses revisores obrigatoriamente deverão possuir título de doutor e não poderão ter publicado artigos em conjunto com qualquer dos autores. Esses nomes poderão ser escolhidos ou não pelo conselho de editores que julgará sua pertinência como revisores.
  • Considerações Éticas
    Ao relatar experimentos com seres humanos, indique se os procedimentos seguidos estão de acordo com os padrões éticos do Comitê responsável pela experimentação humana (institucional ou regional) e com as recomendações da resolução do Conselho Nacional de Saúde 466/2012. O autor tem a responsabilidade de incluir, no texto o parecer do comitê de ética reconhecido pelo CNS – Conselho Nacional de Saúde - para estudos de experimentação humana e animal.

Diretrizes para Autores

➤ NOTA: A REVISTA ESTÁ ACEITANDO SUBMISSÕES DE MANUSCRITOS NESSE MOMENTO.

1) Informações Gerais, Tipos de Artigos e Estrutura do Texto

Informações Gerais


Os manuscritos deverão ser submetidos no site da Revista Interdisciplinar de Promoção da Saúde. Os manuscritos que não estiverem de acordo com as instruções a seguir em relação ao estilo e formato serão devolvidos sem revisão pelo Conselho Editorial.

Tipos de Artigos

Os manuscritos submetidos devem se enquadrar em um dos tipos a seguir e atender suas respectivas características

Tabela 1. Tipos de Artigos e Respectivas Características
  Tipo de Artigo
Artigo Original Estudo de Caso Comunicação
Rápida
Revisão
Descrição e escopo Devem trazer resultados de pesquisas originais, geralmente de base amostral ou populacional e não publicados que tragam avanços para a área de Promoção da Saúde Estudos de base, geralmente qualitativa, envolvendo um sujeito ou um pequeno grupo de sujeitos Artigos curtos que tragam avanços para a promoção da saúde, mas cujo volume de dados não se enquadre em Estudo de Caso ou Artigo Original Habitualmente encomendados pelo Editor a autores com experiência comprovada na área. A RIPS encoraja, entretanto, que se envie material não encomendado, desde que expresse a experiência publicada do(a) autor(a) e não reflita, apenas, uma revisão da literatura. Artigos de revisão deverão abordar temas específicos com o objetivo de atualizar os menos familiarizados com assuntos. O Conselho Editorial avaliará a qualidade do artigo, a relevância do tema escolhido e o comprovado destaque dos autores na área específica abordada.
Número máximo de páginas (máximo de palavras, excluindo figuras e incluindo referências e tabelas) 12 (6.000) 8 (4.000) 4 (2.000) 16 (8.000)
Número máximo de tabelas e figuras 5 3 1 8
Número máximo de referências 25 20 10 30


Estrutura do Texto

Tabela 2. Requisitos para Estrutura do Texto
Seção Requisito
Página Título (1) o título do artigo; (2) nomes completos dos autores; (3) instituição (ões) de origem, com cidade, estado e país; (4) nome do autor correspondente, com endereço completo e e-mail.
Resumo (opcional se artigo em inglês) (1) resumo de até 300 palavras, estruturado de forma a conter: objetivo, método, resultados e considerações finais; (2) três a cinco palavras-chave, que constem obrigatoriamente no Medical Subject Headings, do Index Medicus (http://www.nlm.nih.gov/mesh/) ou nos Descritores de Ciências da Saúde (DeCS).
Abstract (1) título em inglês (2) resumo (abstract), em inglês com até 300 palavras, estuturado da mesma forma que o resumo em português; (3) três a cinco palavras-chave em inglês (keywords), seguindo as mesmas regras especificadas para as palavras-chave em português.
Introdução Deve conter (1) justificativa objetiva para o estudo, com referências pertinentes ao assunto, sem realizar uma revisão extensa; (2) ao final da introdução, o objetivo do artigo.
Método (1) descrição clara da amostra utilizada (omitir informações do local em que a pesquisa foi realizada afim de garantir sua versão cega); (2) termo de consentimento para estudos experimentais envolvendo humanos e número do parecer do Comitê de Ética (envio do parecer como suplemento e omitir a informação no corpo do manuscrito em sua primeira versão afim de garantir sua versão cega); (3) identificação dos métodos, aparelhos (fabricantes e endereço entre parênteses) e procedimentos utilizados de modo suficientemente detalhado, de forma a permitir a reprodução dos resultados pelos leitores; (4) descrição breve e referências de métodos publicados mas não amplamente conhecidos; (5) descrição de métodos novos ou modificados; (6) quando pertinente, incluir a análise estatística utilizada, bem como os programas utilizados.
Resultados (1) apresentação dos resultados em sequência lógica, em forma de texto, tabelas e ilustrações; evitar repetição excessiva de dados em Tabelas ou ilustrações e no texto; (2) enfatizar somente observações importantes.
Discussão (opcional se Resultados e Discussão agrupados) (1) ênfase nos aspectos originais e importantes do estudo, evitando repetir em detalhes dados já apresentados na Introdução e nos Resultados; (2) relevância e limitações dos achados, confrontando com os dados da literatura, incluindo implicações para futuros estudos; (3) ligação das conclusões com os objetivos do estudo.
Conclusões Essa seção dever ser bem suscinta e sem referências, sumarizando as conclusões que podem ser tiradas a partir do estudo; recomendações podem ser incluídas, quando relevantes.
Agradecimentos (1) contribuições que justificam agradecimentos, mas não autoria; (2) fontes de financiamento e apoio de uma forma geral.
Tabelas (opcional em caso do manuscrito de não conter Tabelas) Incluir as Tabelas com Legenda no cabeçalho e numeradas em ordem crescente em números romanos. Deve incluir o teste estatístico empregado e o significado de todas as abreviaturas. Todas as Tabelas devem ser referidas no texto. Observar o limite de combinado de Tabelas e Figuras de acordo com o Tipo de Artigo.
Legenda de Figuras (opcional em caso do manuscrito não conter figuras) Título da Figura e, respectiva, legenda contendo informações fundamentais para interpretação dos dados. Deve incluir o teste estatístico empregado e o significado de todas as abreviaturas. Todas as Figuras devem ser referidas no texto. Observar o limite de combinado de Tabelas e Figuras de acordo com o Tipo de Artigo.
Referências Devem ser numeradas na sequência em que aparecem no texto. As referências citadas somente em legendas de tabelas ou figuras devem ser numeradas de acordo com uma sequência estabelecida pela primeira menção da tabela ou da figura no texto.


2) Formatação dos Manuscritos

Clique aqui para baixar o modelo de formatação

Formatação Geral O manuscrito deve ser digitado em editor de texto do tipo Microsoft Word para Windows com fonte 12 (Times New Roman), em espaço simples, papel tamanho A4, com margens de 2,5cm, sem numerar linhas ou parágrafos.

Formatação das Tabelas
As tabelas devem vir incluídas no texto, no mesmo arquivo. As tabelas devem ser elaboradas em espaço 1,0 devendo ser planejadas para ter como largura uma (8,7cm) ou duas colunas (18cm). Cada tabela deve possuir um título sucinto; itens explicativos devem estar ao pé da tabela. A tabela não deve conter casas decimais irrelevantes. As abreviaturas devem estar de acordo com as utilizadas no texto e nas figuras. Os códigos de identificação de itens da tabela devem estar listados na ordem de surgimento no sentido horizontal e devem ser identificados pelos símbolos padrão.

Formatação das Figuras
Figuras devem ser incluídas em arquivos individuais nos formatos jpg ou gif, com no máximo 90 dpi de resolução, legíveis nas cores preto, branco ou escala de cinza. As legendas das Figuras devem vir incluídas no texto, no mesmo arquivo. Serão aceitas fotos ou figuras em preto-e-branco. Figuras coloridas poderão ser publicadas quando forem essenciais para o conteúdo científico do artigo. Figuras coloridas poderão ser incluídas na versão eletrônica do artigo sem custo adicional para os autores. Os desenhos das figuras devem ser consistentes e tão simples quanto possível. Não utilizar tons de cinza. Todas as linhas devem ser sólidas. Para gráficos de barra, por exemplo, utilizar barras brancas, pretas, com linhas diagonais nas duas direções, linhas em xadrez, linhas horizontais e verticais. A RIPS desestimula o envio de fotografias de equipamentos e animais. As figuras devem ser impressas com bom contraste e largura de uma coluna (8,7cm) no total. Utilizar fontes de no mínimo 10 pontos para letras, números e símbolos, com espaçamento e alinhamento adequados. Quando a figura representar uma fotografia ou qualquer exame físico ou clínico por imagem, sugerimos incluir a escala de tamanho quando pertinente.

DOI - Digital Object Identifier
É um padrão para identificação de documentos em redes de computadores, como a Internet. Este identificador, composto de números e letras, é atribuído ao objeto digital para que este seja unicamente identificado na Internet. Utiliza o padrão ISO (ISO 26324). O sistema DOI fornece uma infra-estrutura técnica e social para o registro e uso de identificadores persistentes interoperáveis, chamado DOIs, para uso em redes digitais. O autor tem a responsabilidade de informar no item do texto: referências, o doi de todas as referências que o apresentarem.

Ex.: Fall CHD, Sachdev HS, Osmond C, Restrepo-Mendez MC, Victora C, Martorell R, Stein AD, Sinha S, Tandon N, Adair L, Bas I, Norris S, Richter LM. Association between maternal age at childbirth and child and adult outcomes in the offspring: a prospective study in five low-income and middle-income countries (COHORTS collaboration). The Lancet 2015;3(7):366-77. doi: http://dx.doi.org/10.1016/S2214-109X(15)00038-8

Formatação das Referências
Pelo menos 40% das referências sejam internacionais publicadas nos últimos 5 anos.
A RIPS adota as “Normas de Vancouver”, e devem seguir as regras do NLM’s International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE). NLM’s Citing Medicine, 2nd edition (www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7256/).
Alguns exemplos mais comuns são mostrados abaixo. Para os casos não mostrados aqui, consultar a referência acima. Os títulos dos periódicos devem ser abreviados de acordo com o NLM Catalog: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/nlmcatalog/journals). Se o periódico não constar dessa lista, colocar o nome por extenso. Deve-se evitar utilizar "comunicações pessoais" ou "observações não publicadas" como referências. Um resumo apresentado deve ser utilizado somente se for a única fonte de informação.
A exatidão das referências constantes na listagem e a correta citação no texto são de exclusiva responsabilidade dos autores. Listar todos os autores.

Exemplos:

Artigos de periódicos
1. Bouchard C, Antunes-Correa LM, Ashley EA, Franklin N, Hwang PM, Mattsson CM, Negrao CE, Phillips SA, Sarzynski MA, Wang PY, Wheeler MT. Personalized preventive medicine: genetics and the response to regular exercise in preventive interventions. Prog Cardiovasc Dis 2015;57(4):337-46. doi: http://dx.doi.org/10.1016 / j.pcad.2014.08.005
2. Costa AIS, Chaves MD. Dor em pacientes oncológicos sob tratamento quimioterápico. Rev Dor 2002;13(1):45-9. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1806-00132012000100008

Volume com suplemento
3. Geerts WH, Pineo GF, Heit JA, et al. Prevention of venous thromboembolism: the Seventh ACCP Conference. Chest 2004;126(Suppl 3):338S-40.

Número com suplemento
4. Malta DC, Leal MC, Costa MFL, Morais Neto OL. Inquéritos nacionais de saúde: experiência acumulada e proposta para o inquérito de saúde brasileiro. Rev Bras Epidemiol 2008; 11 (2 Supl 1):159-67.

Autoria institucional
5. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº. 2436 de 21 de setembro de 2017. Brasília: Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil; 2017.

Livros
6. Jenkins PF. Making sense of the chest x-ray: a hands-on guide. New York: Oxford University Press. 2005. 194 p.

Capítulo de livro
7. Meltzer PS, Kallioniemi A, Trent JM. Chromosome alterations in human solid tumors. In: Vogelstein B, Kinzler KW, editors. The genetic basis of human cancer. New York: McGraw-Hill; 2002. p. 93-113.

Anais de congresso
8. Santos C, Borges AM. Educação em saúde: um relato de experiência sobre sala de espera. In: II Congresso Brasileiro Interdisciplinar de Promoção da Saúde. Interdisciplinaridade na Promoção da Saúde. 2016 out 18-20; Santa Cruz do Sul. Santa Cruz do Sul: Programa de Mestrado em Promoção da Saúde da Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC; 2016.

Portarias e Leis
9. Brasil. Lei nº. 8.080, dia 19 de setembro de 1990. Lei Orgânica da Saúde. Dispõe sobre as condições para promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e da outras previdências. Brasília, set. 1990.

Tese e dissertações
10. Borkowski MM. Infant sleep and feeding: a telephone survey of Hispanic Americans. PhD [dissertation]. Mount Pleasant (MI): Central Michigan University; 2002. 11. Hincks CL. The detection and characterisation of novel papillomaviruses. Biomedical Science, Honours [thesis]. Murdoch (WA): Murdoch University; 2001.

Documentos eletrônicos
12. Instituto Australiano de Saúde e Bem-Estar. Doenças crônicas e fatores de risco associados [documento na Internet]. Canberra: o Instituto; 2004 [atualizado em 22 de junho de 2005; citado em 30 de junho de 2005]. Disponível em: http://www.aihw.gov.au/cdarf/index.cfm.

3) Requisitos para Considerações Éticas

Ao relatar experimentos com seres humanos, indique se os procedimentos seguidos estão de acordo com os padrões éticos do Comitê responsável pela experimentação humana (institucional ou regional) e com as recomendações da resolução do Conselho Nacional de Saúde 466/2012. O autor tem a responsabilidade de incluir, como documento suplementar, o parecer do comitê de ética reconhecido pelo CNS – Conselho Nacional de Saúde - para estudos de experimentação humana e animal;

Processo de Submissão e Revisão dos Artigos

Etapas
Etapa O que ocorre
1) Submissão Os autores submetem os manuscritos garantindo o atendimentos de todas as normas listadas. Cabe ao autor correpondente a conferência dos items listados no checklist. Artigos que não atenderem totalmente as normas não passarão a próxima etapa, sendo retornados diretamente ao autor correspondente.
2) Revisão inicial e parecer Os editores e/ou revisores, avaliam o artigo, tomando a decisão se o manuscrito pode ou não ser publicado em sua versão atual, necessita ajustes ou não pode ser publicado.
3) Revisão pelos autores Cabe aos autores responder as críticas e sugestões dos revisores e editores. A versão atualizada do manuscrito com as alterações devidamente marcadas dever ser enviada para a RIPS, justamente com uma carta detalhando a respostas dos autores a todos os pontos levantados na revisão.
4) Revisão final e parecer (artigos com parecer favorável) Cabe aos revisores e editores verificar se todas as recomendações para os autores foram executadas pelos autores. Nesta etapa os manuscritos podem seguir diretamente para a etapa de editoração ou serem submetidos para os autores para ajustes adicionais, retornando para etapa 3.
5) Editoração Nessa etapa o corpo técnico da revista editora o manuscrito de acordo com o layout da RIPS. Eventuais dúvidas podem ser encaminhadas aos autores e necessitam de aprovação o mais breve possível.
6) Correção das provas Após o término da etapa de editoração, uma prova gráfica será enviada para o e-mail do autor correspondente. Os autores deverão encaminhar a prova gráfica com as devidas correções em, no máximo, 48 horas após o seu recebimento


Requisitos da Carta de Submissão

Uma carta em arquivo anexo, redigida pelo autor correspondente, informando a respeito de submissão prévia ou dupla ou submissão de qualquer parte do trabalho atual e situações que possa levar a conflitos de interesse. Essa carta deve também detalhar que contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".

Os autores devem preencher e anexar os arquivos abaixo na seção documentos complementares:

Clique aqui para baixar a Declaração de Originalidade, Integridade e Responsabilidade
Clique aqui para baixar o modelo de Transferência de Direitos Autorais

Indicação de Revisores
Juntamente com a submissão, os autores deverão indicar nomes de no mínimo dois possíveis revisores (e seus contatos como e-mail e telefone) que tenham afinidade ao tema tratado no artigo. Esses revisores deverão, preferencialmente, possuir título de doutor e não poderão ter publicado artigos em conjunto com qualquer dos autores. Esses nomes poderão ser escolhidos ou não pelo conselho de editores que julgará sua pertinência como revisores.

ARTIGO ORIGINAL

Política padrão de seção

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

 

Deseja enviar contribuições à revista? Convidamos todos a conferir a seção Sobre a Revista e ler as políticas de seão, bem como as Diretrizes para Autores. É necessário que os autores se cadastrem no sistema como leitores. Após, deve ser solicitado o papel de AUTOR para o e-mail jorgesc@unisc.br. Informe o login e e-mail utilizado no cadastro para que o envio de manuscritos seja liberado na respectiva conta.