OS CONFLITOS SOCIAIS, O TEMPO PROCESSUAL E A CRISE DA JURISDIÇÃO TRADICIONAL: UMA EQUAÇÃO A ESPERA DE SOLUÇÃO

Mitson Mota de Mattos

Resumo


O momento atual, dessa organização que conhecemos e chamamos de sociedade, parece atravessar um momento muito delicado. Não se fala mais em crise social, mas em convivência de múltiplas crises. São crises dentro de outras crises. A vida moderna parece finalmente esta começando a cobrar o seu preço. As pessoas já não tem mais paciência pra nada, nem pra ninguém, tudo é exigido para antes de ontem. Os vizinhos não tem mais tempo para aquela conversa de fim de tarde, na frente de casa. Aliás, nem sabemos mais quem são os nossos vizinhos. Os conflitos sociais sempre existiram, no entanto, as pessoas conseguiam conversar e resolver os seus problemas. Hoje, as pessoas não se ouvem mais. Como a percepção de tempo foi alterada pela modernidade, o tempo processual passou adquirir um aspecto de lentidão ainda maior do que possuía de fato. O presente trabalho objetiva correlacionar os conflitos sociais, a morosidade processual e a difícil tarefa do Poder Judiciário, em promover a pacificação social. Este trabalho pretende levantar algumas questões sobre estes temas e o método utilizado será o de levantamento bibliográfico.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.