DIREITOS HUMANOS E A PERIFERIA: É POSSÍVEL FUNDAMENTÁ-LOS LONGE DO CAPITALISMO?

Gabriel Maçalai, Bianca Strücker

Resumo


Os Direitos Humanos da Modernidade são frutos de lutas e revoluções burguesas. Por isto, carregam em si valores intrínsecos e padrões que permitem ou não sua aplicação. No entanto, tais padrões não abarcam todos os seres humanos, o que demonstra a falha do sistema de direitos ou a falta de universalização dos mesmos. Assim, se questiona se é possível pensar os Direitos Humanos fora dos pressupostos capitalistas. Para tanto, através do método hipotético-dedutivo, se analisa o surgimento dos Direitos pela burguesia e as restrições causadas por seus padrões, ou seja, o sujeito de direitos moderno. Se analisa, em contrapartida os pressupostos para uma fundamentação filosófica dos direitos através da periferia, da América Latina, do sujeito pobre e esquecido, sujeito latino.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.