PROFESSORES DE ESCOLAS ESTADUAIS: COMPREENSÕES ACERCA DOS PARCELAMENTOS DOS SALÁRIOS

Yohanna Breunig, Karine Vanessa Perez

Resumo


O exercício da profissão de professor requer grande dedicação, empenho e capacidade de resiliência, tendo em vista os desafios diários com que os docentes se deparam no cotidiano escolar. Quando nos remetemos ao ambiente escolar, deparamo-nos com dificuldades enfrentadas pelos professores, principalmente quando nos referimos a escolas de rede pública. São diversos os fatores que atravessam esse meio, dentre eles a baixa remuneração financeira e os parcelamentos dos salários. Tais fatores acabam por influenciar no desempenho do professor em seu ambiente de trabalho, alterando sua dinâmica de prazer e sofrimento. Este artigo pretende abordar questões específicas referentes aos parcelamentos dos salários de docentes estaduais, perpassando algumas transformações no mundo do trabalho e na educação. Para tanto, foi feita uma pesquisa de campo qualitativa, realizada com oito pessoas de escolas estaduais do município de Santa Cruz do Sul, composta por entrevistas individuais, através da metodologia da Bola de Neve. Para análise e interpretação das informações, assim como para o embasamento teórico utilizamos os pressupostos da Psicodinâmica do Trabalho (adaptação da metodologia strictu sensu, o que inclui a pré-pesquisa, pesquisa propriamente dita e validação). Sendo assim, foram elencados dois eixos acerca dos resultados e discussões, sendo eles: transformações no mundo do trabalho e na educação; e estado, parcelamentos e greves: cadê o salário do professor?. Percebemos que ocorreram modificações no mundo do trabalho e no campo da educação com o passar dos tempos e que tem sido bastante priorizada a produtividade, em detrimento da qualidade do trabalho realizado. Da mesma forma, notamos que nem sempre as diretrizes formuladas condizem com o que é realmente executado na prática. Frente à crise econômica e a tentativa de restabelecer uma situação estável ao estado do Rio Grande do Sul o governo optou por cortar gastos, resultando no parcelamento dos salários dos docentes de escolas estaduais. Como consequência, os professores passaram a sentir-se desmotivados, tendo em vista a desvalorização de sua categoria, ocasionando em preocupações e falta de estímulo para trabalhar. Considerando que o reconhecimento constitui um fator essencial para que o sujeito se mantenha no trabalho e dê significado ao seu fazer, é importante que seja dada maior atenção aos docentes, visto que estes são fundamentais ao desenvolvimento de todos nós, alunos e cidadãos, contribuindo para a formação de sujeitos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.