A IMPORTÂNCIA DA MATEMÁTICA BÁSICA NAS AULAS DE FÍSICA – REALIDADE E DESAFIOS

Deverli Douglas Matties, Giovani Padilha Lucas, Nathan Saraiva de Athaides, Cláudia Mendes Mählmann

Resumo


A utilização e a interpretação da matemática nas aulas de física são pontos
básicos e muito importantes para entender e trabalhar a esta ciência. A Física
tem parte de sua história ligada à matemática dentre outras áreas. Como por
exemplo, os grandes cientistas Faraday e Maxwell, que para terem seus estudos
completos e aceitos tiveram que contar um com o outro, um matematizou a teoria,
o fenômeno em si, descrito e conceituado pelo outro, completando assim a Lei de
Faraday com as Equações de Maxwell. Atualmente, os bolsistas do PIBID da área
de Física percebem a dificuldade que os alunos apresentam na área de
matemática nas escolas em que estão inseridos. Esta carência de conhecimento
e domínio da matemática básica tem sido um grande obstáculo nas aulas de
outros conteúdos, dentre eles, nas de Física. Esta não é uma constatação única e
pontual, mas sim algo que é percebido à nível de país, onde não se deve procurar
culpar alguém, mas sim tentar analisar este problema e buscar solucioná-lo. A
carência do ensino e da aprendizagem da matemática pode ser percebida no
cotidiano escolar, ou verificada através dos índices de provas que buscam
mensurar a qualidade do ensino em todos os níveis. Tanto os conteúdos de
matemática como os de física precisam do desenvolvimento do raciocínio lógico
para o seu entendimento, e compreensão de fenômenos cotidianos. Conforme o
Parâmetro Curricular Nacional do Ensino Médio: “A Matemática no Ensino médio
tem um valor formativo, que ajuda a estruturar o pensamento e o raciocínio
Universidade de Santa Cruz do Sul – Santa Cruz do Sul/RS
dedutivo, porém também desempenha um papel instrumental, pois é uma
ferramenta que serve para a vida cotidiana e para muitas tarefas específicas em
quase todas as atividades humanas (PCNEM)”. As percepções e análises
apresentadas neste trabalho são oriundas da experiência de três bolsistas PIBIDUnisc
– Física, no primeiro semestre de 2015, onde foram realizadas atividades
de docência assistida em três escolas públicas da rede estadual de ensino no
município de Santa Cruz do Sul. As atividades de docências assistidas
(monitorias) objetivam complementar o estudo nas aulas de Física do Ensino
Médio, bem como proporcionar ao bolsista experiências reais da prática docente
em sala de aula. E, justamente, quando os bolsistas se inseriram nas aulas de
física por meio de momentos diferenciados de contato dos bolsistas com os
discentes foram constatados itens básicos de déficit de aprendizagem de
matemática básica. Desde o início das atividades em todas as escolas, percebeuse
grande dificuldade por parte dos alunos na área da matemática, sendo isso um
grande obstáculo para o bom desenvolvimento na disciplina de Física, e de outras
disciplinas do currículo do Ensino Médio. O mais preocupante é que conteúdos
básicos como: frações, regra de três, funções e equações, entre outros, não são
de conhecimento dos alunos. Estes conteúdos são abordados no ensino
fundamental. Considerando que a Física é uma ciência que usa a matemática
como ferramenta de linguagem e modelagem dos fenômenos que estuda, não
existe possibilidade de efetivar o estudo completo sem estes conhecimentos
prévios. Sem a matemática, a Física passa a ser uma ciência que fica limitada
nas suas interpretações, e na criação de modelos para explicar os fenômenos
naturais (base da Física). Para poder aprender física além de conceitos, os
estudantes devem ter no mínimo o conhecimento básico de matemática, não
simplesmente decorar fórmulas, mas sim saber como e onde utilizá-las na prática.
Como por exemplo, na função horária da posição no estudo envolvendo
movimento retilíneo uniformemente variado, que para a resolução utiliza-se a
fórmula de Bhaskara para resolver o tempo. Com o objetivo de promover
mudanças, os bolsistas, além de atuar na parte conceitual da Física, ajudaram na
parte de revisão da matemática fundamental, para isso necessitou-se uma
preparação visando compreender as dificuldades da matematização dos
conceitos. Durante os exercícios propostos pelo professor, os bolsistas criaram
associações com objetos concretos para os alunos, por exemplo, foram usados
Universidade de Santa Cruz do Sul – Santa Cruz do Sul/RS
vários livros para visualizar a operação de divisão de números reais. Notou-se
que com isso os alunos utilizaram a materialização do objeto (livro) para depois a
abstração (cálculo). Este problema é preocupante, pois se a matemática básica
não for entendida, consequentemente a aprendizagem de outros conteúdos,
como a física, que usam este tipo de linguagem, será prejudicada. Após a
utilização de materiais concretos para a revisão de conteúdos de matemática do
ensino fundamental, observou-se uma melhora nas notas de provas que
envolviam cálculos, e constatou-se que a disciplina de matemática nos primeiros
anos do ensino fundamental é de fundamental importância para que possa
efetivar um ensino médio conceitual e aplicado, ampliando a compreensão dos
problemas a serem solucionados e permitindo agir, refletir e aprender de maneira
correta e qualificada.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.