Racismo e educação: possibilidades pedagógicas

Fernanda Vieira Trindade, Pâmela Tainá Wink da Luz, Mozart Linhares da Silva

Resumo


O presente trabalho, iniciado dentro do Subprojeto de História do PIBID Unisc, partiu da constatação da ausência de materiais didáticos adequados para as discussões sobre racismo e eugenia nas escolas frequentadas pelos bolsistas. Seu principal objetivo foi facilitar o acesso de professores e alunos a materiais didático-pedagógicos atualizados e de extrema relevância para a formação dos estudantes, resultados da junção do conhecimento acadêmico com as necessidades das escolas atendidas pelo PIBID Unisc. O passo inicial foi a pesquisa e a seleção das fontes que seriam utilizadas na formulação dos materiais, todas relacionadas ao tema racismo científico. A partir dessas fontes elaborou-se um texto, de linguagem simples e acessível aos alunos, cujos objetivos se limitavam à análise dos seguintes tópicos: a) origens do racismo científico, com base no estudo do pensamento cientificista Ocidental durante o século XIX, bem como de seu contexto político e econômico, caracterizado pelo imperialismo sobre os territórios africanos e asiáticos, e a consequente necessidade de legitimação de seu domínio e exploração; b) eugenia, a ciência do melhoramento da raça, seus métodos e principais implicações para a formação da sociedade do século XX; c) o darwinismo social e as teorias bioantropológicas, o papel da teoria evolucionista e do argumento da hereditariedade do crime para a construção das representações e estereótipos dos negros; d) a incorporação das teorias raciais europeias no Brasil, destacando-se o debate acerca da miscigenação (para alguns, degeneração racial, para outros, processo que levaria ao branqueamento da população) e a criação do mito da democracia racial como forma de solução do problema que se colocava a frente da construção de uma identidade nacional para o país. Em seguida, procedeu-se à elaboração de um resumo no qual foi inserido um QR Code, que permite acessar o arquivo completo online. A última etapa do trabalho foi a plastificação do resumo em folha A4 e sua distribuição para as escolas frequentadas pelos bolsistas. O principal resultado desse projeto foi Graduanda em Licenciatura em História. Bolsista de Iniciação a docência no subprojeto de História da Universidade de Santa Cruz do Sul, atuante na escola E. E E. M. Nossa Senhora do Rosário.Graduanda em Licenciatura em História. Bolsista de Iniciação a docência no subprojeto de História da Universidade de Santa Cruz do Sul, atuante na escola E. E. E. M. Willy Carlos Frohlich. Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atuante como coordenador no Projeto de iniciação à docência, no subprojeto de História da Universidade de Santa Cruz do Sul.oferecer às escolas, alunos e professores o acesso a informações que, muitas vezes, são difíceis de encontrar nos livros ou outros materiais didáticos disponíveis. Outro importante resultado foi o fomento de discussões e debates em sala de aula, sobre temas que, apesar da relevância, não são comuns ao ambiente escolar. Nota-se que, infelizmente, essas temáticas ainda se encontram fortemente restritas às análises e estudos acadêmicos e, neste sentido, é imprescindível que haja conexão entre escola e academia, para que possam dialogar e complementar-se mutuamente.Palavras-chave: Racismo. Educação. Eugenia. Darwinismo social.Keywords: Racism. Education. Eugenics. Social darwinism.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.