Stroop test: Aprendizagem e consolidação de novo vocabulário nas aulas de língua inglesa. Um aporte da neurociência

Celsa Souza dos Santos, Ms. Karen Santorum, Dr.Carlos Renê Ayres

Resumo


ResumoO presente relato refere-se ao projeto de estudo do vocabulário realizado na turma de 5º ano do ensino fundamental da escola Willy Carlos Frohlich. Este trabalho teve por objetivo avaliar métodos diferentes na aquisição de vocabulário em L2, especialmente a associação entre a palavra e o significado e uso de imagens trazendo novos estímulos (inputs) ainda não trabalhados (GEUKES, GASKELL, ZWITSERLOOD, 2015). Com o Stroop Test busca-se verificar como se processa a associação entre imagem, sentido, imagem acústica, e registro linguístico do vocábulo, demonstrando como se dá o processamento de novo vocabulário até sua aquisição e uso proficiente. O trabalho com o vocabulário das cores em inglês foi desenvolvido com flashcards, pronúncia e atividades de rotinização. A proposta buscava observar se a atividade ativa o significado rapidamente, pela associação imagem/vocábulo. Conforme a proposta do teste Stroop, ao serem projetados os nomes das cores em inglês, grafadas com cores divergentes, houve a preponderância de ler o vocábulo grafado e não a cor da tinta, processo que gradativamente foi sendo alterado. O recurso mostrou-se muito eficaz no sentido de desenvolver a competência linguístico-cognitiva naturalmente motivada. Nesse sentido, um dos resultados destacados foi que os alunos percebiam quando erravam, e corrigiam, é o estímulo produzido pelo uso da técnica que busca exatamente essa associação com maior acurácia quanto ao manejo do novo vocabulário aprendido. Ainda não temos elementos suficientes para dizer se esse novo vocabulário foi consolidado, uma vez é necessário mais tempo para comprovar se essa competência se consolidou, mas a estratégia se mostra muito produtiva como uma boa atividade para apropriação e retenção de vocabulário.1 Graduando em Letras português/inglês, vinculada ao PIBID (bolsista de iniciação à docência). Subprojeto/Polivalente, UNISC.2 Mestre em Letras, Unisc, Doutoranda em Letras na Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS. Coordenadora pedagógica do Centro de Línguas da Universidade de Santa Cruz do Sul, Brasil, coordenadora Adjunta do subprojeto Pibid/Inglês3 Doutor em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria, Brasil (2007) Professor Adjunto da Universidade de Santa Cruz do Sul, Brasil, coordenador do subprojeto Pibid/Inglês.Palavras-chave: Stroop test effect, pronúncia, vocabulário, cognição

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.