PROCESSOS EDUCATIVOS HISTÓRICOS: DA MENORIDADE DA INFÂNCIA MEDIEVAL À MAIORIDADE CONTEMPORÂNEA

Luciano Jaeger

Resumo


Introdução: o tema a educação está inserido em processos históricos, quer seja no plano de métodos, teorias, ideias e autores, quer seja na concepção daquilo que se denomina infância. Nesse sentido, este trabalho não visa apresentar um conjunto de sínteses narrativas sobre a história da educação, o que Junior (2006) chama de literatura pedagógica, mas, sim mencionar e problematizar filosoficamente a literatura científica da educação e a infância. Objetiva-se problematizar como realizamos a passagem da menoridade para a maioridade do pensar. Para Kant significa a criança sair da condição de seguir as suas paixões naturais. Muito já se produziu sobre a História da Educação brasileira, de Saviani (1977) às perspectivas recentes de Kellner (2001) que sinalizam uma cultura da mídia e educação sob a ótica crítica que merece muita atenção, visto que boa parte das crianças nascidas neste milênio nunca conheceram algo sem a internet, celulares e a televisão. No Brasil, a Educação e Infância são legados tanto medievo, quanto moderno, pois herdamos o sincretismo religioso maniqueísta medieval e fomos marcados pelos ideais e leis da modernidade considerados indubitáveis para erigir tanto a ciência, quanto a civilização. Metodologia: pesquisa bibliográfica de pensadores, historiadores e comentadores da Educação Brasileira. Principais Resultados: A infância não é constituída a partir de um ciclo de vida determinado pelos anos. A tese kantiana de maioridade não foi alcançada na Educação. Conclusões: a pós-modernidade, termo cunhado pelos filósofos Lyotard e Baudrillard não busca padronização, embora a mantenha. Muitas escolas se autodenominam inovadoras, com suas tecnologias, seus costumes e interação social, o que é chamado por muitos de maioridade contemporânea. No entanto, a infância no Brasil continua pautada por um modelo assistencialista, distanciada da formação reflexiva e de uma efetiva maioridade.


Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.