CONSCIÊNCIA NEGRA NA SALA DE AULA: RELATO DE UMA ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR

Kátia da Rocha

Resumo


Este trabalho relata uma atividade do Projeto O Negro e a Sociedade desenvolvido pelos alunos do 5º ano de uma escola da rede pública do estado do Rio Grande do Sul. O objetivo foi abordar o tema Consciência Negra agregando-o aos conteúdos trabalhados nas diversas áreas do conhecimento. No primeiro momento os alunos foram instigados a refletir sobre as questões étnico-raciais, através dos diferentes meios de comunicação, o que originou, na área da Linguagem produções de textos dissertativos, artigos de opinião e poemas. Logo após, a turma fez a releitura da obra Bonequinha Preta de Alaíde Lisboa e construiu de forma coletiva o roteiro de uma peça de teatro com foco no preconceito e na discriminação racial. Na área das Ciências Humanas, foram trabalhados textos e palestras relativos ao tema, como: a história da escravidão no mundo e no Brasil, com ênfase no Rio Grande do Sul, a vida e a luta de Nelson Mandela, e a mulher Negra no século XXI. Na área das Ciências da Natureza, proporcionou-se uma saída de campo, que abordou a história do café no Brasil, onde os alunos vivenciaram uma prática sensorial com o grão do café em uma cafeteria da cidade. Nessa saída o foco do trabalho foi o Sistema Monetário Brasileiro em situações reais de resolução de problemas que envolveram cálculos aritméticos, porcentagem, noções de estimativa no pagamento das despesas realizadas. Ainda em Matemática explorou-se a geometria presente na arte africana, o que possibilitou aos alunos a releitura de obras e a construção de máscaras e painéis para serem utilizadas nas apresentações do Dia da Consciência Negra, no evento para a comunidade, realizado na Escola. Assim pode-se aferir que as práticas interdisciplinares tornam o ensino mais prazeroso e diminui a distância entre o que se sabe e o que se deseja aprender e ensinar aos alunos. Essas práticas possibilitaram a abordagem de temas como preconceito, diversidade cultural e étnico-racial no cotidiano da sala de aula e permitiram o envolvimento tanto dos alunos como o de seus familiares, fazendo assim, com que a escola cumpra seu papel de formar cidadãos conscientes e comprometidos na construção de uma sociedade justa e igualitária.


Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.