BALANÇA COMERCIAL BRASIL – CHINA SOB A ÓTICA BRASILEIRA

Letícia Fernanda Rodrigues, Mario Luiz de Oliveira

Resumo


O objetivo geral deste trabalho é apresentar as características da Balança Comercial Brasil-China e suas implicações para o Brasil, tendo como objetivos específicos identificar os seguintes tópicos: o saldo da balança; a evolução ou não das trocas comerciais; e os principais produtos das pautas de exportação e importação. Para isso, utilizaram-se dois recortes temporais: 2000 até 2010; e os 1º trimestres dos anos de 2013 e 2014, tendo sido utilizadas fontes de consulta distintas. O artigo está estruturado da seguinte forma: na fase introdutória, breves considerações sobre comércio exterior de um país, a política comercial, a parceria com Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS), uma contextualização da “China comercial”, incluindo sua passagem pela crise econômica asiática dos anos 1990. Em prosseguimento, o necessário embasamento teórico com a aplicação do pensamento de economistas notáveis clássicos e neoclássicos, a metodologia utilizada para alcançar os objetivos propostos e o resultado da análise da Balança, com a leitura crítica de tabelas e gráficos relativos ao tema, publicados em instituições do ramo. Por fim, considerações sobre a evolução demonstrada, o saldo atual existente, a vulnerabilidade da matriz adotada pelo Brasil, além de observações quanto ao impacto do “dinamismo” comercial da China nas relações comerciais com o Brasil.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.