O ATLÂNTICO SUL COMO CENÁRIO PARA INTEGRAÇÃO ENTRE A POLÍTICA EXTERNA E O PODER MILITAR BRASILEIRO

Turíbio Marques Gonçalves Júnior

Resumo


O Brasil através, principalmente, de seu desenvolvimento econômico apresentado nas últimas duas décadas, vem se estabelecendo no sistema internacional como uma potência emergente que pretende, em conjunto a outros países, participar de forma mais ativa da dinâmica do
sistema internacional. No escopo da Política Externa e do Poder Militar, o país vem desenvolvendo um discurso afirmativo e pragmático para o seu entorno estratégico, com ênfase para o Atlântico Sul. Isto posto, o presente artigo tem por objetivo, através de uma análise bibliográfica e documental, analisar os componentes que tornam esse oceano tão importante para o país e, após, sistematizar a evolução do Pensamento estratégico naval Brasileiro até a Estratégia Nacional de Defesa (END) de 2008, assim permitindo, à guisa de conclusão, afirmar que a atuação conjunta da Política Externa e das Forças Armadas na região constituirá a base para que se crie a almejada liderança política e militar do Brasil no Atlântico Sul, tendo como base os pressupostos contidos na END.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.