Um olhar valioso sobre a terra: Sudoeste do Paraná 1930-1940

Angélica Dalla Rizzarda

Resumo


O Sudoeste do Estado do Paraná foi colonizado, de forma mais intensa, em meados do século XX. Boa parte das famílias que migraram para a região foi motivada pela possibilidade de adquirir áreas de terra para o cultivo de cereais, criação de animais e principalmente pela possibilidade de subsistirem por meio do trabalho agrícola. Nesse cenário, a maior parte dos colonos é proveniente do Estado do Rio Grande do Sul, região onde se concentrou boa parte dos imigrantes italianos que vieram para o país durante o final do século XIX e início do Século XX.
As migrações a partir da década de 1930 intensificaram o processo de colonização e exploração das terras sudoestinas, como se denota das principais contribuições econômicas e culturais desses grupos, refletidas na organização do território. Em 1930, com a entrada de Getúlio Vargas ao poder iniciaram-se políticas de povoamento, dentre as quais se destaca a Marcha para o Oeste.

Palavras-chave


Colonização, terras e ocupação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/agora.v20i1.11653

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo