Uma pequena Europa na Serra Gaúcha: as apropriações culturais na arquitetura do espaço urbano de Gramado (RS)

Daniel Luciano Gevehr, Franciele Berti

Resumo


Discute-se as apropriações culturais na arquitetura do espaço urbano de Gramado (RS). Para tanto, por meio de visita de campo, foram mapeadas 10 edificações. Na oportunidade, empregando a observação sistemática, realizou-se os registros fotográficos dos lotes em análise. Tencionando ir ao encontro da origem da difusão do estilo arquitetônico da cidade, adotou-se a coleta de dados de fonte documental, envolvendo registros de obras que narram a história do município [elaboradas por moradores de Gramado]. Os resultados evidenciaram que embora a migração italiana tenha sido mais quantitativamente mais expressiva na região, percebe-se a busca por uma identidade arquitetônica vinculada à etnia germânica. Este direcionamento da estética citadina parece estar atrelado à elite germânica que adquiriu terras em Gramado no final da década de 1930, bem como a um personagem histórico [descente de imigrantes germânicos] diretamente ligado ao setor turístico da região.

Palavras-chave


Imigração; Arquitetura; Serra Gaúcha.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/agora.v20i1.11662

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo