A Formação do IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change) enquanto Comunidade Epistêmica

Allan Rogério Veltrone

Resumo


Nosso objetivo é discutir a formação do IPCC enquanto Comunidade Epistêmica. Mostraremos a série de eventos que deu origem a instituição: o desenvolvimento de uma protociência climática, e de alguns parâmetros e instrumentos que ocorreram antes do século XIX; a institucionalização das ciências climáticas e o aparecimento do CO2 como um importante fator causal do efeito estufa no século XIX; o desenvolvimento da geologia e áreas correlatas na década de 1950-1960; os fóruns com temática ambiental e o desenvolvimento de modelos de predição climática operados por computadores e com base matemática na década de 1970; e por fim, a construção do consenso de que as mudanças climáticas estão ocorrendo, e ações precisam ser tomadas na década de 1980. A partir daí cientistas e instituições cientificas passam então a trabalhar em torno de um arranjo politico e PNUMA, WMO e ICSU se envolvem em negociações para criarem uma instituição que atenda estes pré-requisitos, até que, em 1988, surge então o IPCC.

Palavras-chave


1-Historia da Ciência; 2-IPCC; 3-Questão Climática

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/agora.v19i1.8673

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo