Objeções de Michael Sandel à concepção moral de pessoa na teoria da justiça de John Rawls

Autores

  • Ubiratan Trindade Unisc

DOI:

https://doi.org/10.17058/barbaroi.v0i0.7449

Resumo

Neste artigo, vou analisar as críticas endereçadas a John Rawls, mais exatamente à concepção moral de pessoa que se encontra situada na posição original, um artifício de representação criado pelo filósofo americano, em sua obra A Theory of Justice de 1971. A posição original é um procedimento figurativo, o mesmo que o contrato para as teorias contratualistas, o que permite a seus participantes, representar os interesses de cada um, de maneira equitativa, resultando então, que as decisões tomadas, terão consequências equitativas.

Downloads

Publicado

2016-04-14