Conhecimento sobre situação vacinale perfil de imunoproteção para hepatite B de trabalhadores da assistência hospitalar

Felipe Cândido Castro, Demostenes Abrantes Viana, Francisco Fábio Marques Silva, Luciana Moura Assis, Maria Rosilene Cândido Moreira

Resumo


Justificativa e objetivos: Hepatite B é infecção viral universalmente prevalente e considerada a doença ocupacional infecciosa mais importante entre os profissionais de saúde, e o trabalhador de
Enfermagem, por desenvolver ações invasivas em quantidade e frequência intensas, constitui grupo de extrema vulnerabilidade. Imunidade obtida por vacinação constitui estratégia preventiva eficaz,
entretanto, cerca de 10% dos vacinados não alcançam títulos protetores de anticorpos, sendo necessário teste sorológico para confirmar imunidade. O objetivo deste estudo foi investigar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre situação vacinal e perfil de imunoproteção para hepatite B. Métodos: Estudo epidemiológico, analítico, com 70 trabalhadores de um hospital público de referência regional no Estado da Paraíba. Após consentimento, foram submetidos à entrevista, coleta de sangue e testes sorológicos para detecção dos marcadores HBsAg e anti-HBs,em duplicata, por Eletroquimioluminescência. Os dados coletados foram processados no SPSS versão 22.0 e analisados por estatística descritiva. Resultados: A maioria dos participantes é do sexo feminino (85,7%), com média de idade de 33,4 anos e nível médio de escolaridade (75,7%). Sobre a situação vacinal, 65,7% declararam possuírem esquema completo e 12,9% não lembravam/não sabiam se já haviam recebido imunobiológico.Sobre o teste para verificação do status imunológico, 25,7% informaram desconhecerem a existência de teste específico para tal detecção. Houve associação significativa entre
categoria profissional e conhecimento sobre o Anti-HBs. Conclusão: O desconhecimento dos trabalhadores de enfermagem sobre seu status vacinal e imunológico os colocam em vulnerabilidade constante para a hepatite B, sinalizando a urgência de atitudes institucionais protetivas para este público.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/reci.v8i4.11493



Direitos autorais 2018 Felipe Cândido Castro, Demostenes Abrantes Viana, Francisco Fábio Marques Silva, Luciana Moura Assis, Maria Rosilene Cândido Moreira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo




Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção - ISSN 2238-3360

Hospital Santa Cruz
Núcleo de Epidemiologia Hospitalar/Comissão de Controle de Infecção
Rua Fernando Abott, 174
Santa Cruz do Sul - RS - Brasil