Análise microbiológica das mãos de manipuladores de alimentos

Autores

  • Luciclecia Edjanira da Silva Centro Universitário do Vale do ipojuca - Unifavip Devry https://orcid.org/0000-0002-9662-084X
  • Willyane da Silva Ferreira dos Santos Centro Universitário do Vale do ipojuca - Unifavip Devry
  • Márcia Gabrielle Silva Viana Centro Universitário do Vale do ipojuca - Unifavip Devry

DOI:

https://doi.org/10.17058/jeic.v1i1.12905

Palavras-chave:

Análise microbiológica, Manipuladores de alimentos, Comércio informal de alimentos, Lanches de rua.

Resumo

Justificativa e Objetivos: A praticidade de fazer refeições fora de casa representa um risco à saúde do consumidor, especialmente pela exposição a possíveis agentes causadores de doenças presentes nos alimentos. Isto ocorre devido às condições higiênico-sanitárias, geralmente precárias, o que aumenta a probabilidade de contaminação microbiana desses alimentos. Assim, o presente estudo possui como objetivo verificar a presença de coliformes totais e termotolerantes e de Staphylococcus spp. em amostras das mãos de manipuladores de lanches de rua. Métodos: A investigação de microrganismos foi realizada de duas formas: a) coleta dos microrganismos presentes nas mãos de vendedores ambulantes, o que está diretamente associado a doenças transmitidas por alimentos, e b) aplicação de um questionário com a finalidade de verificar informações sobre as condições de higiene dos manipuladores. Resultados: Através das análises microbiológicas, foram identificadas a presença de coliformes totais e de Escherichia coli, bem como a presença de Staphylococcus coagulase positiva (S. aureus) e coagulase negativa. Conclusão: As condições de higiene dos manipuladores se mostraram insatisfatórias conforme os resultados apresentados na análise e no questionário aplicado para esses indivíduos.

Publicado

2020-01-11

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL