Aspectos relevantes sobre tuberculose para profi ssionais de saúde

Autores

  • Alexandre Daronco
  • Tássia Silvana Borges
  • Eduardo Chaida Sonda
  • Charlene dos Santos Silveira
  • Grega Rúbia Bee
  • Paola Teixeira Passos

DOI:

https://doi.org/10.17058/reci.v2i2.2599

Resumo

Justifi cativa e Objetivos: A Tuberculose (TB) é uma patologia infectocontagiosa com clínica ampla cujo agente causador é o Mycobacterium tuberculosis (Bacilo de Koch), uma micobactéria aeróbia estrita. Apesar de tratar-se de doença antiga, que acomete seres humanos há séculos, sendo uma importante causa de morte no mundo inteiro, diferentes pesquisas do Ministério da Saúde apontam números preocupantes no tocante a novos casos. Materiais e Métodos: O presente artigo de revisão procura, de forma objetiva e clara, explicitar os principais aspectos de interesse para profi ssionais de saúde no tocante a Tuberculose doença. O artigo divide-se em tópicos: Defi nição, Sintomatologia, Diagnóstico, Tratamento, Multirresistência, Profi laxia, Formas de Contágio e Formas de Prevenção. Foram utilizadas referências atuais sobre o tema, incluindo Manuais, Guidelines e Artigos científi cos diversos de bases de dados como Up to Date e Science Direct. Discussão: Sinais e sintomas da doença aumentam o grau de suspeição da mesma, o que torna o pedido de exames para confi rmação da infecção dentro de tempo hábil para instituição da terapêutica adequada. Assim como diagnóstico e tratamento, medidas para evitar o contágio, em serviços de saúde, locais com aglomerações humanas e em residências, são de fundamental importância no combate a tuberculose. Os profi ssionais de saúde devem atentar para possíveis casos de resistência aos fármacos e as indicações de profi laxia, pois tais variáveis são de extrema relevância no controle da disseminação da doença. Conclusão: Por tratar-se de doença infecciosa que pode acometer todas as classes sociais, além de possuir formas diferentes de acometimento, o conhecimento básico acerca da Tuberculose é deveras imprescindível em serviços de saúde, desde a atenção primária até os centros de saúde com alta tecnologia.

Downloads

Publicado

2012-04-05

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL