Associação do fluxo sanguíneo periférico e capacidade funcional em amputados de membro inferior

Cássia da Luz Goulart, Ana Paula Dattein Peiter, Eduardo Bugs Eichelberger, Rafael Kniphoff da Silva, Angela Cristina Ferreira da Silva, Andréa Lúcia Gonçalves da Silva

Resumo


Justificativa e Objetivo: A alteração do fluxo sanguíneo periférico (FSP) é fator de risco para diminuição da atividade física e amputação de inferior (MI). Avaliar a associação entre o FSP e a capacidade funcional de amputados traumáticos e não traumáticos de MI. Métodos: Estudo transversal realizado com 15 amputados de MI, usuários do Serviço de Reabilitação Física. Os pacientes foram avaliados pelo Índice Tornozelo Braquial (ITB), em decúbito dorsal, utilizando-se um esfigmomanômetro em membros superiores e MI preservado, para aferição da pressão arterial sistólica (com doppler vascular portátil) e cálculo do ITB. O Duke Activity Status Index (DASI) foi utilizado para avaliar atividades de vida diárias. Os pacientes foram alocados em dois grupos de amputados: não traumática (GAnT=6) e traumática (GAT=9). A análise estatística foi realizada pelo teste t de Student e correlação de Spearman para verificar associação entre as variáveis. Resultados: GAnT demonstrou predominância de amputação à esquerdo (n=3), mulheres (n=4), idade média 59,0±17,4 anos, Índice de Massa Corporal- IMC 35,5±7,3 Kg/m², DASI: 20,7±10,5 e classificação do ITB em normal (n=4) e DAP (n=2). No GAT houve predominância de amputação à esquerdo (n=7), homens (n=9), idade 50,4±17,4 anos, IMC 24,8±5,1 Kg/m², DASI: 24,2±8,1 e
classificação do ITB em normal (n=8) e ITB limítrofe (n=1). O ITB geral diferiu significativamente entre GAnT e GAT [0,93±0,17 vs 1,11±0,12,p=0,03] e houve correlação positiva entre ITB e DASI no GAnT (r=0,85; p=0,03). Conclusão: GAnT apresentam valores reduzidos de ITB e pior fluxo sanguíneo periférico que interfere diretamente na sua capacidade funcional.
DESCRITORES: Doença Arterial Periférica. Membro Inferior. Atividade Física.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/reci.v1i1.8041



Direitos autorais 2016 Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo




Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção - ISSN 2238-3360

Hospital Santa Cruz
Núcleo de Epidemiologia Hospitalar/Comissão de Controle de Infecção
Rua Fernando Abott, 174
Santa Cruz do Sul - RS - Brasil