Métodos de avaliação antropométrica e bioimpedância: um estudo correlacional em trabalhadores da indústria

Analie Nunes Couto, Kely Lisandra Dummel, Jane Dagmar Pollo Renner, Hildegard Hedwig Pohl

Resumo


Justificativa e Objetivos: A avaliação do estado nutricional através da antropometria e bioimpedância elétrica (Bia) surge como uma ferramenta promissora de custo mais acessível. Este estudo verificou a correlação entre dois métodos de avaliação corporal (avaliação antropométrica e da composição corporal e área de gordura visceral por Bia) em trabalhadores da indústria. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, de caráter descritivo e correlacional, com 22 trabalhadores industriais, do município de Santa Cruz do Sul-RS. Para a avaliação da
composição corporal foram aferidas variáveis antropométricas: Índice de Massa Corporal (IMC), Circunferência da Cintura (CC), Risco Cintura Quadril (RCQ), percentual de gordura corporal (%G), peso de gordura (PG), massa corporal magra (MCM) e peso ósseo (PO). Para a composição corporal, utilizou-se a Bia, através do analisador de multi-frequência octopolar (InBody 720) para as variáveis: conteúdo mineral (CM); massa de gordura (MG); massa musculoesquelética (MME), IMC, %G, RCQ e área de gordura visceral (AGV). Na análise estatística, utilizou-se o teste de correlação de Pearson ou Spearman para avaliar a correlação entre as variáveis. Resultados: Dos 22 trabalhadores, 72,7% eram do sexo feminino, com idade média de 37,73 anos. Apresentaram IMC médio de 26,14kg/m², o que classifica a amostra com sobrepeso. No estudo, as avaliações feitas pelas duas técnicas apresentaram uma forte correlação entre as variáveis IMC e IMCBia, %G e %GBia, PG e MGBia, MCM e MMEBia, PO e CMBia, CC e AGVBia. Conclusão: Os dois métodos mostraram obter comportamento estatístico semelhante na avaliação corporal, sugerindo a possibilidade de utilização de
quaisquer destas técnicas para avaliação da composição corporal.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/reci.v1i1.8187




Direitos autorais 2016 Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo




Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção - ISSN 2238-3360

Hospital Santa Cruz
Núcleo de Epidemiologia Hospitalar/Comissão de Controle de Infecção
Rua Fernando Abott, 174
Santa Cruz do Sul - RS - Brasil