REPRODUÇÃO SOCIAL E RESISTÊNCIA POLÍTICA NA ESCOLA:UM RETORNO ÀS TEORIAS REPRODUTIVISTAS

Autores

  • Sidnei Ferreira de Vares

DOI:

https://doi.org/10.17058/rea.v20i2.1642

Palavras-chave:

Educação, reprodução social, reprodução cultural, consciência política.

Resumo

O presente artigo tem por escopo discutir o conceito de reprodução social e cultural via escolarização, analisando suas reais potencialidades e contribuições para a construção de um discurso de resistência em educação. Almeja-se, a partir do método comparativo, verificar a existência de conexões entre os paradigmas da reprodução e da resistência. Para o sucesso de nosso propósito, percorreremos as principais características de ambos os conjuntos teóricos, algumas vezes confrontando-os com o intuito de encontrar elementos teóricos comuns, com vistas em compreender a influência das teorias da reprodução em educação e acompanhar a própria trajetória da sociologia da educação durante o século XX. Para tanto, dialogaremos com os principais representantes dos referidos paradigmas e com alguns dos comentadores mais influentes que se dedicaram ao assunto. Desse modo, esperamos dar conta das dificuldades inerentes a tão relevante tema para o campo da educação.

Downloads

Publicado

2012-12-18