A PRÁTICA DO DIÁLOGO EM SALA DE AULA: UMA CONDIÇÃO PARA A ELABORAÇÃO CONCEITUAL MATEMÁTICA DOS ALUNOS

Autores

  • Juliana Bagne
  • Adair Mendes Nacarato

DOI:

https://doi.org/10.17058/rea.v20i2.3026

Palavras-chave:

Problematizações matemáticas. Anos iniciais. Grandezas e medidas. Prática pedagógica. Elaboração conceitual.

Resumo

Este artigo refere-se ao recorte de uma pesquisa de mestrado de abordagem qualitativa, com alunos do 2º ano do ensino fundamental de uma escola municipal de Jundiaí/SP e tem como foco a problematização em sala de aula. Com o objetivo de analisar tanto o movimento de elaboração conceitual matemática dos alunos inseridos num ambiente de problematizações, quanto as ações mediadas pela professora-pesquisadora nesse contexto, tomamos como referencial teórico a perspectiva histórico-cultural. O recorte aqui apresentado refere-se à análise de um dos sete episódios selecionados na pesquisa e centrou-se no movimento de elaboração conceitual em sala de aula, com foco na produção de significações para o conceito de medida de comprimento. Os resultados evidenciam o quanto os alunos trazem significações matemáticas relativas a contextos não escolares envolvendo medidas e como esses conceitos espontâneos possibilitam o acesso aos conceitos científicos, num movimento de argumentação, socialização, interações e ações mediadas.

Downloads

Publicado

2012-12-18