EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, TRABALHO E PRODUÇÃO DE SABERES

Naira Lisboa Franzoi, Maria Clarice Rodrigues de Oliveira

Resumo


O artigo apresenta o estudo de caso sobre uma pesquisa desenvolvida numa escola técnica pública por dois estudantes trabalhadores, provenientes de uma região da indústria fumageira, no interior do Rio Grande do Sul. O foco é a forma como se deu o diálogo entre os saberes escolares, ou “constituídos” e os saberes experiências dos alunos, ou “engajados”, à luz da Ergologia. Faz-se um ensaio teórico de ver nessa experiência um uso do Dispositivo Dinâmico de Três Polos, ferramenta metodológica por ela proposta. Os conceitos de atividade humana, trabalho, saberes e o Dispositivo Dinâmico de Três Polos (DD3P), na perspectiva da Ergologia, são a sustentação teórica do estudo. Ao visibilizar uma experiência bem sucedida em uma escola pública cujo público são jovens e adultos trabalhadores, e ao explorar as possibilidades de uso de uma ferramenta teórico metodológica que objetiva promover o diálogo entre os saberes acadêmicos e os saberes engajados na atividade de trabalho por aqueles que o executam, acreditamos estar contribuindo com a prática docente e com o campo teórico-metodológico, ainda em construção.

Palavras-chave


Educação Profissional; Trabalho-Educação; Saberes Do Trabalho; Ergologia; Dispositivo Dinâmico De 3 Polos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rea.v23i3.5742



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo