APONTAMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DA RACIONALIDADE AMBIENTAL

Autores

  • Munir Jorge Felício

DOI:

https://doi.org/10.17058/rea.v23i3.5874

Palavras-chave:

Racionalidade Ambiental, Possibilidades de Conhecimento, Demandas Externas, Interdisciplinaridade

Resumo

Os apontamentos para construção da racionalidade ambiental propostos nesse texto foram reunidos das contribuições presentes nas análises da fenomenologia, da epistemologia e da ontologia do ser social em Marx. Essa iniciativa almeja ampliar e aprofundar a compreensão da problemática ambiental cujas mudanças globais provocam desafios principalmente para comunidade científica. Trata-se de problematizar o desenvolvimento da racionalidade econômica, a partir das degradações dos recursos naturais engendradas pelo atual avanço do modelo de desenvolvimento socioeconômico. Modelo que se baseia na majoração da produtividade, se apóia na expansão tecnológica e se sustenta da exploração como se os recursos naturais fossem ainda considerados abundantes e ilimitados. A transição dessa racionalidade econômica para a racionalidade ambiental é um empreendimento buscado pelas possibilidades de conhecimento advindo das análises da fenomenologia. Entre essas possibilidades, a interdisciplinaridade indicada como necessária pela epistemologia ambiental, pode se tornar uma interessante estratégia de pesquisa, desde que, tenha como ponto de partida, as demandas externas onde se encontram os elementos da atual questão ambiental e de seus desdobramentos.

Biografia do Autor

Munir Jorge Felício

Docente permanente do Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional – UNOESTE, doutor em Geografia. Endereço: Rua Palmares, 49, 19015-280 – Presidente Prudente –SP, Brasil. Endereço eletrônico: munir@unoeste.br.

Downloads

Publicado

2015-12-08