“Eu tô numa prisão, mas é uma prisão de luxo”: narrativas de apropriação e resistência de usuários do ecossistema iOS/Apple

Rosana Vieira de Souza

Resumo


Ecossistemas digitais vêm ganhando protagonismo e gerando tensão entre os interesses corporativos e as criações anônimas dos usuários em suas táticas de resistência cotidiana. O objetivo deste estudo é compreender de que forma tais táticas são articuladas por usuários do ecossistema iOS/Apple. A partir da Teoria Fundamentada e das narrativas de Fanboys e Usuários Padrão, o estudo oferece indícios de que a resistência é moderada pelo envolvimento com a Apple e com o ecossistema de produtos.

Palavras-chave


Resistência Cotidiana; Ecossistema Digital; Apple Inc.; Usuários

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rzm.v5i2.11201