Juventude e interações com as notícias nas redes: um estudo a partir da realização de grupos focais

Larissa de Morais Ribeiro Mendes, Maria Cristina Guimarães Rosa do Amaral

Resumo


O artigo se propõe a discutir aspectos relativos à interação cotidiana do público jovem com o noticiário jornalístico, nas redes sociais, no atual cenário de ascensão dessas redes como plataforma de consumo midiático. Os dados foram coletados em grupos focais com jovens estudantes de Jornalismo da Universidade Federal Fluminense (UFF). Nos debates, chamaram a atenção informações sobre como as interações estão incorporadas de modo intrínseco às experiências de consumo de notícias. Os jovens gostam especialmente de curtir e compartilhar notícias, mas se mostraram cuidadosos quando se trata de assumir publicamente opiniões políticas, perante os integrantes de suas redes. Propomos que isso se dá porque esses jovens estudantes demandam uma moratória cultural, tempo necessário para conseguirem acessar, processar e compreender os fatos (políticos, econômicos e sociais) que os cercam, antes de assumirem opiniões mais assertivas perante suas redes.

Palavras-chave


juventude; consumo midiático; jornalismo, mídia e cotidiano

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rzm.v7i2.12508